segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Amor e Distância

Se amor combina com distância ou se distância combina com amor? O que importa mais, a distância ou o amor?
Será possível escolher a kilometragem, na qual seu amor vai se encontrar?
Claro que o ideal seria ter a pessoa sempre por perto, poder pedir colinho quando se está precisando, poder fazer um chamego sempre que tem vontade, ter o brilho dos olhos do outro sempre a iluminar seu dia...
Mas quem é que manda em sentimento, quem é que escolhe ?
O amor transcende, vai além de paredes, de longitude ou de latitude, desconhece fronteiras, se estabelece sem pedir licenças e não possui fita métrica, é capaz de romper barreiras, de alçar-se em vôos além do imaginário e de andar em terra firme por caminhos a fio.
Amor com distância muitas vezes rima com dor, com angústia, com lágrimas, com carência, com vontade sufocada...
É amor recheado de saudade, de beijos longamente imaginados, de arrepios fora de hora, de sorrisos ante a saudade...
Quem ama faz o impossível virar possível em um passe de mágica e transforma um deserto árido em terreno fértil. Quem ama não conhece limites, pois sabe que apesar do longo percurso o rio sempre encontra o mar, e por isso, por ter esse conhecimento, aproveita a longa viagem pra planejar como vai deliciar cada segundo, pois cada segundo representa uma hora.
Amar, o amor, ser amando é a plenitude da vida, a magnitude da existência, sendo assim, não há porque comparar, medir ou restringir o amor à distância. Para aqueles que não botam fé no meu sentimento, no meu AMOR. Está aqui a minha resposta, -- SIM, eu amo, e amo a distancia, e farei unico os momentos em que eu estiver com meu amor.
| Andrews Martinelle| Te espero ansiosamente ...!

Beijos,

Camila Ribeiro